ECOS DE COR E CÓR


> video do espetáculo
 

> Artigo sobre o trabalho em português e inglês


O Programa de Formação de Professores (FORPROF) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul apresenta

ECOS DE COR E CÓR

Com o grande sucesso da primeira apresentação de ECOS DE COR E CÓR, realizada no dia 24 de novembro de 2015, haverá uma nova oportunidade para que professores e alunos da rede pública assistam ao espetáculo. A encenação foi concebida em uma linguagem poética e afetiva e apresenta distintas relações do ser humano com os demais componentes da natureza, buscando despertar a sensibilidade e a reflexão. Composições cênicas simbólicas com acrobacias, grandes objetos cênicos, máscaras, sonoplastia e trilha sonora ao vivo, representam diversos ambientes e atmosferas nos quais o mar, o vento, a chuva, plantas, animais e situações da cultura social humana procuram instigar sensorialidade e cognição, viabilizando uma participação ativa dos espectadores na construção dos sentidos da cena. A lógica lúdica que conduz a ação convida crianças e adultos a participarem desse diálogo imaginário.

Eco de ecologia, eco de efeito sonoro, cor de colorido e cór de coração e de comunicação. Como dar cor ao que sei de cór? A figura de um galo remete ao acordar e “a – cor – dar” pode ser “dar a cor”. Assim, as ações foram pensadas no sentido de remeterem a agir com afeto, acordar a consciência e dar cor à natureza, ou seja, realçar sua importância concreta e afetiva.

Imagens da cultura popular brasileira estão presentes em diversos momentos dessa encenação, como na sonoridade do título “Ecos de Cor e Cór” que gera a onomatopeia Cocoricó. Esse canto de acordar também pode significar fazer um acordo entre as pessoas, remetendo ao caráter comunitário e colaborativo indispensável a toda a ação ambiental.

ECOS DE COR E CÓR  é uma prova de que esse trabalho coletivo é possível, pois é fruto de um processo de entrega, cumplicidade e muita dedicação em arte, no qual artistas profissionais do Bando de Brincantes, a coordenação do curso e professores da rede pública (alunos nesse curso), uniram forças, vontades e afetos, com a firme convicção de que é possível construir um mundo melhor e de que a arte é fundamental nesse processo.

O agendamento de escolas pode ser feito pelo e-mail do Curso "O Lúdico na Educação Ambiental" <ludicoeduambiental@ufrgs.br>, 

ECOS DE COR E CÓR – Ficha técnica:

Direção, dramaturgia e composição das canções originais: Viviane Juguero

Assistência de direção e coordenação técnica: Jessé Oliveira

Preparação corporal e acrobática: Éder Rosa

Coordenação de confecção de materiais cenográficos: Wagner Madeira

Criação e confecção de materiais cenográficos: Wagner Madeira, Éder Rosa e Carmen Lima, com a colaboração de alunos do curso e de Beatriz Brochier, Diogo Vargas e Rosaura Batillana Severo.

Direção de percussão e efeitos sonoros: Marcelo Rocha

Criação e confecção de instrumentos para efeitos sonoros: Marcelo Rocha, com a colaboração de alunos do curso.

Orientação de manipulação de bonecos e brincadeiras: Carmen Lima

Trilha sonora instrumental: Toneco da Costa, Renato Müller e Marcelo Rocha

Criação e operação de iluminação: José Luiz Fagundes (Kabelo)

Técnico de som: Sasandro Igap

Direção de Produção: Viviane Juguero

Produção Executiva: Viviane Juguero e Bando de Brincantes

Fotos: Jessé Oliveira

Elenco:

Artistas do Bando de Brincantes em cena: Éder Rosa, Carmen Lima, Wagner Madeira, Marcelo Rocha, Toneco da Costa, Renato Müller e Viviane Juguero

Professores da rede pública e ativistas ambientais em cena:  Andreia Oliveira; Beatriz Brochier; Claudia Souza Campos; Claudia Stein; Daniela Marins; Diogo Vargas; Eloisa Danemberg; Elvia Wiceskoski; Fernanda Maciel; Iaraci de Souza Silva; Jonas Cordeiro de Oliveira; Juliana Del Rio; Kátia Rocha Schmitt; Leila Mylius; Luciane Postiglione; Márcia Mesquita; Maria do Carmo Moraes; Maria Isabel Silveira; Maria Tereza de Carli; Mariane Brocker; Marlen Mikhailenco; ; Patrícia Freitas Dias; Pollyanna Ferreira; Rita Mara Bueno Timm; Rose Diaz; Salete Silva; Sérgio Oliveira Campos; Silvana Fraveto; Silvana Vargas da Silva; Tábata Hyolanda; Tânia Elisabete Diedrich

Autor citado: Malu Furno (personagem Brasileco e rap)

 

ECOS DE COR E CÓR

Salão de Atos da UFRGS

Porto Alegre, 24 de março de 2016, às 10h30min.

Entrada Franca

Essa apresentação foi concebida na disciplina “Arte e Sustentabilidade na Educação Ambiental com crianças”, do curso “O Lúdico na Educação Ambiental” (Profª Viviane Juguero, com a participação dos educadores brincantes: Éder Rosa, Jessé Oliveira, Marcelo Rocha, Carmen Lima e Wagner Madeira)

Coordenação geral  do curso: Prof.ª Dr.ª Maria de Lurdes Furno

AGRADECIMENTOS: Diretor José Francisco Machado da Rosa e toda a equipe do Salão de Atos da UFRGS; Diocese Meridional Anglicana e Paróquia da Ascensão IEAB; Rosaura Batillana Severo.

site produzido por metamorfose - agência digital